Se as mães soubessem a importância deles, deixariam seus filhos terem um “paninho de estimação”

Seu filho tem um “paninho de estimação” ou já teve quando era bebê? Você sabe da importância deles para as crianças?

Na verdade, ter um paninho, um ursinho de pelúcia, ou qualquer outro brinquedo, ajudam o bebê a encarar as mudanças e frustrações que vão ocorrer no decorrrer da vida.

Esses objetos receberam o nome de “objetos de transição”. O termo foi criado, na década de 50, pelo pediatra e psicanalista Donald Winnicott.

Eles simbolizam a mãe para a criança e a proteção que ela oferece. À medida que vai se desenvolvendo, o filho percebe que a mãe nem sempre estará próxima dele e que precisa alcançar sua individualidade.

Além de ajudar as crianças a dormir, também ajuda-os a ganhar confiança ao enfrentar outros desafios: dormir sozinho, ir para a creche ou escola etc.

Agora entendemos o porquê das crianças, e até os adultos, gostarem de dormir com seu “paninho de estimação”.