Mulher foi abandonada grávida, deu a volta por cima, virou empresária e ainda empregou o ex

Karoline Nascimento, uma mulher paranaense, foi abandonada grávida, desempregada e com duas crianças. Apesar da situação desoladora, Karoline juntou todas as suas forças e superou-se, criando um negócio próprio de sucesso com o qual conseguiu sustentar os filhos… e empregar o ex!

Mesmo tendo conhecimento que o ex, Anderson, era dependente químico, Karoline foi viver com ele, porque estava muito apaixonada. Infelizmente, seguiram-se tempos muito difíceis, que culminaram no abandono.

'

Nessa altura, Anderson era a única fonte de rendimento da casa, Karoline e os filhos chegaram a passar 2 dias sem comida.

Para enfrentar a situação, ela teve que realizar vários tipos de trabalho. Certa noite, teve contrações fortes e sangrou muito, chegando a pensar que ia morrer. “Senti algo escorregar. Sentei-me, abri as pernas e quando me baixei para olhar, vi as duas perninhas do bebê”, conta.

Infelizmente, Karoline sofreu um aborto espontâneo, que a deixou ainda mais devastada. “Os dias foram passando e eu entregue a uma tristeza profunda. Era uma dor que parecia que ia explodir dentro do meu peito. Fiquei dois dias sem dizer uma palavra sequer. Completamente muda. Só chorava”, lembra.

Eventualmente, Karoline ergueu a cabeça, colocou mãos à obra e passou a vender doces online.

As coisas correram tão bem que acabou abrindo a própria empresa, chamada Vanilah Patisserie. Atualmente, Karoline pode dizer que tem estabilidade financeira, e tudo por mérito próprio.

Certo dia, Anderson ligou para pedir ajuda, e Karoline ajudou-o sem hesitar, colocando a mágoa de lado. Agora, Anderson é o principal entregador da Vanilah Patisserie.

“Hoje ele é o meu braço direito na empresa. Às vezes temos os nossos conflitos, mas no final tudo se resolve. Somos muito parceiros. Ele costuma dizer que nasceu duas vezes: uma quando a mãe o deu à luz e a outra quando lhe dei a mão e não soltei mais, trazendo-o para trabalhar comigo e devolvendo-lhe a dignidade”, conta Karoline.

Karoline vai abrir cursos de doces finos e econômicos, para ajudar quem queira entrar no ramo.

“O empreendedorismo aconteceu na minha vida pela necessidade de sobrevivência, em todos os sentidos. Emocional e financeira. Tornei-me uma mulher ainda mais focada, determinada, disciplinada, perseverante e muito mais empoderada”, disse Karoline.

Fonte: Partilhado