Mulher e marido descobrem que têm câncer e lutam juntos para superar a doença

Mulher e marido lutam juntos contra câncer
Fonte: G1

Quando um dos genitores está com uma doença grave, a família inteira sofre, imagina pai e mãe com doenças semelhantes.

Foi o que aconteceu com uma mulher e o marido na cidade, de Ribeirão Preto (SP). A vida deles mudou drasticamente depois de descobrirem que tinham câncer, praticamente ao tempo.

Cláudia Melo, de 47 anos, descobriu que tinha um câncer de mama e o marido Emerson Luiz, um tumor maligno nos testículos.

A mulher relatou ao G1 que desde criança tinha medo de ir à consulta médica, no entanto, precisou mudar de atitude quando descobriu a doença.

O diagnóstico dela veio, na mesma semana, que o marido tinha passado por cirurgia para retirada do câncer.

Leia o que ela disse ao G1: “O câncer fala mais de vida do que de morte, porque, apesar do câncer, você não morreu. Você tem chance. A forma como enxergo a vida mudou totalmente. Estava muito focada em trabalho, em ter, e de repente percebi que o mais importante é estar junto de quem você ama.”

Depois que fez o autoexame, a gerente de contas notou algo diferente na mama, mas só soube realmente que tinha o problema após realizar uma biópsia.

Na época, o tumor tinha 8 cm e os médicos acharam melhor tratar a doença à base de quimioterapia; removendo o restante do tumor com cirurgia.

Como o casal tinha filhos, Cláudia ficou muito preocupada de não participar do futuro deles.

“O que me machucava era pensar que a vida iria continuar independentemente de mim e que meus filhos iriam se formar, se casar, mas eu não iria participar, falou ao portal de notícias”, disse ao portal de notícias.

A princípio Cláudia se entregou ao desespero, mas levantou a cabeça e decidiu lutar.

“Foi como se o chão tivesse aberto aos meus pés. Ele tinha que lutar pela vida dele, e eu, pela minha. Naquele final de semana, fiz planos de morte. Fiquei imaginando até para quem doaria minhas roupas. Mas, quando chegou segunda, acordei e escolhi levantar a cabeça para enfrentar o câncer com disposição, alegria e fé”, contou.

Atualmente, a gerente está engajada na luta contra o câncer. Ela  ajuda mulheres a enfrentar o mesmo problema.

Note o que ela falou: “Quero passar informação de qualidade para mulheres que enfrentam o mesmo problema, porque a gente é muito leigo. Eu quero dar palestras e ir em escolas. A pandemia restringe isso, mas tenho este desejo e quero conversar com outras mulheres”.

Fonte: G1.