Morreu o “médico dos pobres” que atendia as pessoas pobres gratuitamente e distribuía remédios

Conhecido como o “médico dos pobres”, o egípcio Mohammed Mashaly faleceu aos 76 anos.

Durante uma entrevista, em uma emissora egípcia, disse: “Prometi a Deus que não tiraria um centavo de uma pessoa pobre e que ficaria em minha clínica para ajudar os pobres”.

Era um homem de grande coração e solidariedade. Ele afirmava que não cobrava das pessoas mais pobres que tratava e fornecia medicamentos inteiramente grátis.

Certa vez foi procurado por um mãe muito pobre, com filho diabético, e ficou comovido pela situação da mulher.

Um menino diabético veio até mim chorando de dor e dizendo a sua mãe para injetá-lo com insulina. A mãe respondeu ao menino dizendo-lhe que se ela comprasse a injeção de insulina não teria dinheiro para comprar comida para seus irmãos. Ainda me lembro daquela situação difícil, que me fez decidir dedicar meus conhecimentos ao tratamento dos pobres”, disse.

O médico foi sepultado em sua aldeia natal de Zahr El-Temsah, na província de Beheira, no norte do Egito.

As multidões que compareceram ao funeral demonstraram o amor, a admiração e o apreço que tinham por Mashaly.

Fonte: upsocl.co