Menino imprime em 3D uma proteção para as orelhas que alivia a dor física dos médicos e enfermeiros

Enquanto a maior parte das pessoas está de quarentena em casa, muitos profissionais continuam trabalhando para que não falte nada a ninguém. Por isso mesmo, os médicos, enfermeiros e funcionários de limpeza, do lixo, supermercados e de outros serviços merecem toda a nossa admiração e respeito.

No Canadá, um menino chamado Quinn Callender quis contribuir para ajudar na luta contra o Covid-19, respondendo ao apelo do hospital local da sua cidade.

O jovem queria aliviar a dor diária sentida pelos profissionais de saúde, que se encontram na linha da frente do combate, por causa dos equipamentos de proteção pesados e muitas vezes inadequados que têm de usar durante a totalidade dos seus longos turnos de trabalho.

Após horas a fio usando as máscaras e outros equipamentos, os profissionais têm ficado cheios de marcas e feridas dolorosas no rosto e corpo.

Então, Quinn inventou uma ferramenta pequena e útil, que protege os ouvidos e a pele de qualquer médico ou enfermeiro que tenha de usar máscara.

Recorrendo à sua impressora 3D, criou uma espécie de “extensão” para as máscaras, que consiste num simples pedaço de plástico que prende as extremidades das mesmas, que desta forma não deslizam para trás das orelhas. Assim, deixam de fazer pressão e desgastar a pele dos profissionais!

Entusiasmada com a proatividade e ideia criativa do filho, a mãe de Quinn compartilhou-a no Facebook, para que quem quiser tenha a possibilidade de imprimir as peças em 3D e doá-las a hospitais.