Menino de 7 anos foi humilhado pela professora pelo resultado da prova de matemática.

Os pais têm muitas preocupações com os filhos, especialmente, quando o assunto é a educação escolar. Mas os professores não deveriam ser uma dessas.

Quando Kamdyn, um menino de 7 anos, mostrou ao seu pai o que a professora escreveu no seu teste de matemática, este resolveu compartilhá-lo nas redes sociais.

Teacher under fire after calling student 'absolutely pathetic' - dad wants her fired

Na ocasião, Chris Piland, pai da criança em questão, observou que o filho voltou do colégio abalado, com os olhos vermelhos e aí descobriu o que havia acontecido.

O teste revelou que o menino tinha resolvido 13 questões, das 59, que constavam da prova dentro tempo permitido. 

Absolutamente patético. Respondeu a 13 exercícios em 3 minutos! Triste”, disse o pai.

Depois que as pessoas souberam o que aconteceu, criaram um abaixo-assinado, com mais de 20.000 assinaturas, exigindo a demissão da docente.

Não se escreve isto no teste de ninguém, mas muito menos no de uma criança de 7 anos”, afirmou Chris.

Piland procurou a professora para resolver o problema, porém, não teve sucesso. Inclusive, ela afirmou que lamentava alguém discordar do método de ensino.

Eu tinha-lhe dito que considero aquilo que escreveu muito pouco profissional e extremamente rude”, explicou o genitor.

Foi aí que o pai resolveu buscar ajuda e conselhos de amigos e familiares nas redes sociais, e o post que criou, viralizou.

A professora do meu filho foi tão rude com ele e comigo durante todo o ano. Fiquei ainda mais frustrado que ela tenha sido capaz de escrever isso no trabalho de uma criança tão motivada e educada”, escreveu no Facebook.

Embora Chris revelasse que não queria que profissional fosse demitida, muitos usuários das redes sociais não pensavam assim. Acharam que seria justa a demissão, e que a professora ultrapassou os limites.

É algo que não deveria acontecer e não deveria ser tolerado. Talvez agora seja levado a sério e se tente evitar que o mesmo aconteça com outros professores e outros alunos”, disse Piland.

A diretora do colégio, Rose Minniti, disse que os fatos determinaram o futuro da professora.

Qual a sua opinião sobre este caso?