Mães de menino, parem um minuto para ler esse desabafo

Jamie Sullivan é uma escritora que dedica muito do seu tempo à educação de seus três filhos, esperando que eles se tornem pessoas decentes. Ela não tem interesse em criá-los seguindo as ideias tradicionais. Os filhos de Jamie terão as ferramentas necessárias para serem adultos funcionais e, na medida do possível, pessoas boas.

Eu vi tudo acontecer em câmera lenta. Vi nos olhos do meu filho a dor que ele sentia. Max olhava em volta tentando se concentrar e eu sabia que estava me procurando”, escreveu a escritora no Facebook.Image result for Mother

Sentia que meus pés não se moviam rápido o suficiente. Assim que eu cheguei até ele, caí de joelhos”.

Ela contou que pegou o filho e ouviu da boca de um estranho esta frase:

Você precisa parar de mimar esse garoto!”.

Jamie afirmou que naquele momento só pensava em tranquilizar seu filho e quando verificou que o menino estava mais calmo, enxugou suas lágrimas e o incentivou a voltar ao jogo com as outras crianças.

E quando chegou no seu lar resolver desabafar no Facebook.

Esta ideia de que os meninos nunca podem sofrer, que nunca podem sentir, é muito prejudicial para eles a longo prazo. Esse pensamento de que qualquer sinal ou gesto de carinho vai, de alguma forma, diminuir a sua masculinidade – essa pressão de sempre ter que encarar tudo – os acompanha até a idade adulta, quando eles precisam lutar para conseguir experimentar e expressar o amor e carinho. A única emoção que eles aprendem a expressar é a felicidade e então nos perguntamos por que eles estão sempre buscando isso.

Os meninos são ensinados que a tristeza é fraqueza, que falar sobre seus medos os torna menos do que de fato são. Eles têm medo de chorar.

Amar é um verbo. É algo que você faz. É algo que meu filho merece! Eu sempre vou dar carinho e cuidar dele quando ele estiver machucando e minha oração é que ele sempre esteja aberto a receber amor para que possa amar em troca e manter esse ciclo “.