Mãe vai à escola e senta-se ao lado do filho, de 12 anos, para evitar que ele fosse rude com os professores.

Becky Crandley, uma mãe bastante criativa, tem sido amplamente elogiada desde que “invadiu” a aula do seu filho para fazê-lo comportar-se.

Ela entrou na escola secundária Sittingbourne Community College, em Kent, Inglaterra, como parte de uma lição para mudar o comportamento do filho.

Após ouvir os relatos de que Harley, o seu filho de 12 anos, andava sendo mal-educado, Becky avisou-o que, a menos que ele melhorasse o seu comportamento, ela iria para a escola com ele. Infelizmente, nada mudou.

“O professor de matemática do Harley entrou em contato comigo na semana passada e disse que ele continuava comportando-se mal. Ele não é um mau rapaz, não é agressivo nem nada parecido, mas o seu desrespeito para com os professores e a atitude que apresenta na escola não reflete em nada aquilo que é em casa. É frustrante, porque ele é inteligente, mas está prejudicando-se para se sentir popular”, explicou a mãe.

Então, Becky fez a coisa mais embaraçosa para qualquer adolescente – juntou-se ao filho numa das suas aulas de matemática.

“Quando ele me viu entrar pela porta, o seu rosto ficou tão vermelho de vergonha. Ele baixou a cabeça com vergonha, o que me fez rir”, conta a mãe.

Ele continuou com o seu trabalho enquanto a sua mãe permaneceu sentada ao lado dele, supervisionando-o na frente de todos.

Becky acredita que o seu método criativo de repreendê-lo funcionou, e que Harley vai pensar duas vezes antes de desrespeitar os professores novamente.