Jovem é adotada por assistente social após após passar 8 anos num orfanato.

Esta é a história de Monyay Paskalides, uma jovem de 19 anos que chama Leah Paskalides, de 32 anos, de “mãe” desde os 16. Recentemente, as duas finalmente oficializaram isso.

Leah adotou Monyay no dia 27 de abril, 6 anos depois de as duas se conhecerem, quando Leah foi designada como assistente social da adolescente através da organização sem fins lucrativos Safe Children Coalition.

'

“Tanto Leah quanto Monyay esperam servir como um lembrete dos adolescentes sob cuidados que ainda precisam de um lar seguro e amoroso. Parabéns, Leah e Monyay, estamos MUITO felizes por vocês!”, escreveu a organização.

Monyay foi colocada pela primeira vez num orfanato com apenas 11 anos de idade e passou o resto da sua infância no sistema.

Porém, a sua vida mudou para sempre quando conheceu a assistente social da Safe Children Coalition, que ajuda crianças da Flórida num orfanato.

As duas criaram uma ligação imediata e Leah tornou-se mentora de Monyay depois de passar 3 anos como sua assistente social.

“Eu a conheci e vi muito de mim mesma nela. Uma vez que ela confiou em mim, nós apenas demos um click”, conta Leah.

Embora a dupla permanecesse próxima, o trabalho de Leah apresentava um conflito de interesses que a impediam de adotar Monyay – pelo menos até que ela crescesse o suficiente para sair do sistema.

“Foi muito difícil deixar de estar num lar com um adulto para me ajudar e ficar imediatamente sozinha sem ninguém. Foi um momento solitário”, disse Monyay sobre o momento em que atingiu a maioridade.

Depois de um documentário sobre um homem que foi adotado, quando adulto, despertar a sua imaginação, Leah apresentou a ideia à Monyay e, no espaço de 6 meses, tornaram-na realidade.

“Era importante para mim que ela soubesse que era desejada por alguém, que alguém a amava. Eu poderia dizer isso quantas vezes eu quisesse, mas as ações falam mais alto que as palavras”, explicou Leah.

Numa cerimônia emocionante, um juiz oficializou o vínculo familiar, e desde então Monyay atualizou o seu sobrenome e em breve receberá uma nova certidão de nascimento.

“Ainda não consigo descrever como me senti naquele momento. Estava além das palavras. É a única coisa que desejei em toda a minha vida, ter uma mãe. Nunca esperei ser adotada e aqui estou. Leah não desistiu de mim”, concluiu Monyay.

Monyay foi recebida no seu novo lar de braços abertos e espera conhecer o restante família de Leah em Nova York em breve. Atualmente, a jovem trabalha numa creche e está estudando para se formar em educação infantil.

Fonte: Partilha