Ex-vigilante, de Curitiba, vence depressão fazendo unhas e faz sucesso entre as clientes

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Ex-vigilante de Boqueirão, Curitiba, Robson Barbosa, 42 anos, achou uma maneira de vencer a depressão, fazendo unhas.

Robson trabalha junto da esposa, Vanessa Maceno, de 37 anos, em um salão criado na garagem de sua casa. O casal oferece serviço especializado: unhas postiças de gel, acrílico e fibra de vidro.

“Eu tinha um preconceitozinho em dizer que fazia unha, pensava que esse trabalho não era para homem – mas isso é pura bobagem”, disse Robson.

Sofrendo grave depressão, o ex-vigilante foi orientado pela psicologa para fazer algum tipo de serviço manual.

“Para não ficar sozinho em casa, eu comecei a ajudar a minha esposa com as clientes. Tirava o esmalte de uma, lixava a unha da outra. Foi assim, aos poucos, que eu fui aprendendo a fazer unhas”, falou.

Continuou. “Como vigilante não tinha muita conversa, no máximo, eu conversava com o supervisor. Serviço era sempre à noite, ficava quieto, fazia cara de mau”, contou Robson.

Fonte: gazetadopovo.com.br