Este menino de 9 anos usa dinheiro das suas economias em compras para os moradores de rua

Um menino de 9 anos de idade com um coração de ouro sabe quanta felicidade se pode sentir ao dar. Nathan Simons, Illinois, EUA, está chamando a atenção de muitas pessoas na internet por causa da sua generosidade.

Embora seja normal que as crianças pensem em todos os brinquedos que gostariam de comprar depois de poupar algum dinheiro, Nathan escolheu fazer outra coisa com suas economias.

Em vez de pedir um novo brinquedo, ele disse ao pai que queria usar todo o seu dinheiro para ajudar os moradores de rua. Aparentemente, Nathan tinha visto um vídeo no Youtube sobre alguém que tinha doado US $ 100.000 aos moradores de rua. Inspirado para ser uma bênção para os outros, o menino queria fazer a mesma coisa.

Ethan Simons, o pai, apoiou Nathan, admitiu que no início estava um pouco hesitante quanto ao desejo de Nathan, sabendo como o seu filho tinha poupado por mais de um ano. No entanto, ele percebeu que, como pai, era justo apoiá-lo na sua causa.

O menino bondoso contatou alguns instituições para pessoas desabrigadas. Durante esse período, a Christian Care, uma organização de abrigo e resgate à violência doméstica, abriu e informou-os sobre as necessidades das pessoas sob os seus cuidados.

“Já fiz a minha lista, e é isto que precisamos comprar para o abrigo”, disse Nathan, mostrando a sua lista que incluía sapatos, luvas e comida.

Então, tirou US $ 150 das suas economias, deixando apenas alguns dólares para manter a sua conta ativa e poder voltar a contribuir para a causa em breve.

Nathan e o seu pai foram à comunidade Christian Care para entregar as mercadorias, e ao receber o generoso presente, a equipe ficou impressionada com toda aquela bondade.

“Você sabe que está fazendo uma coisa incrível, certo? Estão ajudando muitas pessoas”, disse Cindi Gramenz, coordenadora de desenvolvimento da Christian Care ao menino, enquanto descarregavam as mercadorias do caminhão.

“Poucas pessoas podem dizer que esvaziaram as suas contas bancárias e foram comprar coisas para moradores de rua. Você fez uma coisa boa hoje, meu filho”, disse o pai orgulhoso.