Esse bebê foi vítima de abuso infantil, mas encontrou um casal disposto a lutar por sua vida

O casal americano, Chas e Kiatie Shira, moram em uma vila onde vivem 100 pessoas. Eles viviam, anteriormente, em uma cidade com mais de 100 mil habitantes. Descobriram que o local atual era ideal para criar filhos, pois era muito calmo.

Chas é pastor, e juntos visitavam orfanatos, sabiam da vida difícil que as crianças levavam, também da necessidade de alguém adotá-las.

Eles conheceram a situação muito complicada de um bebê, de 2 meses, que estava em um orfanato numa cidade próxima dali.

A criança sofria de abstinência de metanfetamina e estava com o fêmur quebrado, precisando não só de amor e carinho, mas também cuidados.

Embora o casal não tivessem dispostos naquele momento em adotá-la, eles concordaram em dar um lar e cuidados ao menino, Jett.

Eles não tinham nenhuma experiência em cuidar de criança, então tiveram que se esforçar para aprender a trocar fralda, lavá-la e alimentá-la.

O incio não foi fácil, porque a criança sofria com muitas dores, além do problema com a abstinência. Mas com o passar do tempo, as coisas foram melhorando.

O pai do menino pediu a custodia, mas, Chas só entregaria a criança quando fossem investigadas as causas da criança sofrer aqueles abusos.

O casal então, resolveu adotar o menino, mas tiveram que entrar com muitas ações no Tribunal. Após muita luta e determinação, conseguiram a guarda e a adoção.