Ciência comprova: seu bebê crescerá mais confiante e menos ansioso quanto mais colo receber

Pesquisadores da área de psicologia da Universidade de Notre Dame, em um novo estudo, concluíram que adultos que receberam carinho e colo à vontade na primeira infância são menos ansiosos e têm uma saúde mental melhor, e que acalentar bebês não faz mal. Pelo contrário, tem benefícios que ficam para sempre

Para chegar a essa conclusão, os especialistas convidaram 600 adultos para responder questionários sobre quando eles eram crianças e sobre a vida atual.

adorável, bebê, bonitinho

Concluíram que, entre os participantes, aqueles que haviam sido mais acalentados pelos pais quando pequenos tinham uma probabilidade menor de desenvolver distúrbios psíquicos.

O estudo também confirmou o que muitas famílias já sabem por instinto, mas é sempre bom lembrar: crianças que recebem atenção e mais tempo de qualidade junto dos pais se tornam adultos mais saudáveis e com mais habilidades sociais.

Segundo os pesquisadores, o que os pais fazem nesses primeiros meses e no primeiro ano de vida dos filhos influencia na maneira como o cérebro deles se desenvolve pelo resto da vida. “Que os pais os abracem, que os toquem, que os embalem. Isso é que os bebês esperam. Eles crescem melhor dessa maneira.

Isso os mantém calmos porque todos os sistemas corporais e neuronais ainda estão se estabelecendo, descobrindo como vão funcionar.

20-25 anos de idade mulher, abraço, adulto

Se os adultos deixam que os bebês chorem muito, esses sistemas desenvolverão um gatilho fácil para o estresse.

Por isso, os adultos que tiveram menos contato e menos carinho costumam ter reações de estresse mais vezes e sentem dificuldades para se acalmar”, diz Darcia Narvaez, professora de psicologia da Universidade de Notre Dame e líder da pesquisa .

Fonte: Revista Crescer