Caso raro: Homem Fratura a garganta após segurar espirro!

Homem tampou a boca e o nariz durante o espirro, fraturando gravemente a garganta. Um britânico de 34 anos rompeu a parte de trás da garganta ao segurar um espirro. Ele ficou temporariamente sem fala e com dificuldade para engolir, segundo publicado no “British Medical Journal Case Reports” De acordo com o texto, o homem colocou a mão na boca e apertou o nariz para tentar conter o espirro e fraturou gravemente a garganta.

De acordo com os médicos que realizaram o atendimento, o caso surpreendeu, pois fraturas como esta ocorrem principalmente em traumas e acidentes. Há casos de fraturas durante vômitos e tosse intensa, mas não costuma ocorrer após um único espirro.

Ainda de acordo com a publicação, o homem teve dores intensas e bolhas de ar invadiram tecidos, o que fez com que ele precisasse ser internado. Ele permaneceu sete dias internados, se alimentando por tubos e tomando antibióticos.

Perigos de não espirrar: Se o sorriso é mundial, o espirro também é. E os perigos de não espirrar são graves, podendo resultar em danos físicos que comprometem seriamente ao organismo. A função do espirro é limpar a faringe (a cavidade entre a garganta, a boca e o nariz).

Porém, se saímos com determinadas pessoas, ou estamos numa reunião, e vêm a vontade súbita, a tendência é segurar o espirro. Mas o recomendado é que não o faça. Simplesmente afaste-se momentaneamente, e espirre! A não ser que queira colocar a própria saúde em risco, claro.

O médico americano, Michael Roizen, Diretor da rede de Clínicas Bem Estar, afirma que espirrar é extremamente saudável. O especialista em saúde e bem-estar, alerta que o não espirrar expõe a cabeça a sofrer diversos tipos de lesões. Esses danos incluem fraturas na cartilagem do nariz, hemorragias nasais, pode-se sofrer uma explosão no tímpano, ter redução na audição, e até vertigem.

Há casos registrados onde em situações mais graves pessoas chegaram a perder a retina, ou sofrer enfisema. Tudo isso, conforme a explicação do médico, pode ocorrer por tentar coibir a velocidade do espirro. Um espirro pode atingir a velocidade de 161 quilômetros por hora.

Quando se reprime esse ímpeto, e de súbito, o corpo sofre os efeitos colaterais. Fator, que naturalmente, perturba o funcionamento do organismo. O médico compara reprimir um espirro a estar conduzindo uma motocicleta a 161 quilômetros por hora, e parar de repente. O condutor, certamente, sofrerá as consequências. O mesmo ocorre com o corpo.

Portanto, mesmo que tenha que manter a ética, ou a boa educação, espirre. Tenha sempre um lenço à mão para estar precavido em momentos que seja necessário. No pior dos casos, use as mãos para tapar a boca e o nariz, e deste modo, evitar espalhar o germe junto as pessoas que estão ao redor.