Casal adota bebê, 5 anos mais tarde ligam para o centro de adoção com notícias sobre a mãe biológica

A escolha de adotar é algo que merece elogios, porque não significa apenas ser pai e, portanto, assumir a responsabilidade de cuidar de uma criança e educá-la –  é dar a uma criança uma nova oportunidade na vida.

Em 2013, Joseph e Shanna Weight, residentes em Utah, EUA, adotaram um menino chamado Milo. A sua mãe, uma adolescente, contatou uma organização de adoção, que por sua vez contatou o casal.

Resultado de imagem para friendship

Passados 5 anos, voltaram a entrar em contato com Joseph e Shanna, para saber se o casal gostaria de adotar uma menina, pois a mãe biológica de Milo estava novamente grávida.

Embora o interesse deles em adotar não tivesse desaparecido por completo, o casal tinha muito que considerar. Eles já eram pais de Milo e do seu filho biológico, Nash.

Os Weight mantiveram contato regular com a mãe de Milo, escrevendo-lhe cartas dizendo como ele era e como estava crescendo e a desenvolvendo-se.

“Temos um bom relacionamento com ela e sempre pensamos nela de maneira positiva. Ela foi muito generosa em permitir-nos ser os pais do seu filho”, disse Shanna.

Resultado de imagem para love

No entanto, não estavam preparados para ser pais novamente. O pequeno Nash tinha apenas 20 meses de idade e cuidar de um terceiro filho aumentaria, sem dúvida, a pressão sobre a família.

“O meu primeiro pensamento foi: se ela precisa de uma casa, o resto não importa. Vai resultar”, conta Shanna.

Eles pensaram no assunto durante uma semana até tomarem a decisão final, e o pequeno Milo ajudou-os.

Onlo Pearl, a irmã de Milo, nasceu no dia 25 de fevereiro de 2019, e dois dias depois o casal levou-a para a sua nova casa. A menina adora a sua casa, os seus dois irmãos mais velhos e os dois pais amorosos, e a família não podia estar mais feliz.