Bebê platinado: “Fiquei surpresa, pois somos negros”, diz mãe

Ryan, de 3 anos, nasceu com a pele extremamente branca, também os cabelos, recebend dos pais um apelido carinhoso “bebê platinado”.

Imagem: Instagram

A mãe, Jéssica da Costa Jorge, de 27 anos, conta que fez todos exames durante a gravidez, mas ficou surpresa.

“Eu tive uma gravidez normal, sem nenhum problema. Fiz o pré-natal todo certinho. Mas quando o Ryan nasceu, eu fiquei surpresa, pois o pai dele e eu somos negros. Porém, fiquei encantada ao mesmo tempo”.

O menino nasceu com Síndrome Waardenburg, uma doença hereditária caracterizada pela perda de audição e anomalias pigmentares: mudanças na coloração do cabelo, da pele e dos olhos.

“Depois, eu reparei que ele tinha umas manchinhas marrons na pele. Ainda na maternidade foi feito o teste que já mostrou que ele também tinha uma perda de audição. Passamos por vários especialistas e chegamos ao diagnóstico”, disse Jéssica.

Imagem: Instagram

Ryan foi submetido a um implante coclear para ouvir e está recebendo acompanhamento com uma fonoaudióloga.

A mãe, contente, vê o progresso do filho numa escolha de libras.

“Lá, ele está se desenvolvendo bem e aprendendo libras. Eu tento fazer com que ele viva uma vida o mais normal possível, mas temos que tomar alguns cuidados”.

Fonte:revistacrescer.globo.com