Aos 96 anos, ela casa com o amor de sua vida no lugar que surgiu o verdadeiro amor

Branca, de 96 anos, e Marcelino, de 100, casaram no lar para idosos onde se conheceram.

A cerimônia foi realizada em Campinas São Paulo, poucos dias antes de Marcelino, um engenheiro aposentado, completar os 100 anos.

O engenheiro disse, na ocasião, que estava tão apaixonado quanto um adolescente por sua primeira namorada.

Uma das filhas de Marcelino, que tirou as fotos do casamento, garantiu que é um “amor puro”.

O relacionamento começou a se desenvolver há cerca de dois anos, quando Marcelino chegou à casa de repouso onde conheceu Branca.

Segundo o aposentado, ele a viu na porta da casa e soube imediatamente que seu coração havia encontrado seu amor verdadeiro.

Para Branca, a situação era quase a mesma, embora ela não se jogasse de cabeça de início, sabia que Marcelino tinha algo que lhe chamava atenção.

“Eu gosto de tudo! Tudo! Ele é um amor, um querido”, diz Branca, sorridente e feliz.

Durante a cerimônia, a voz de Marcelino falhou várias vezes devido a uma dor de garganta, mas isso não o impediu de declarar seu amor eterno por sua amada.

Ela deixou seu quarto animada, totalmente bela e radiante, para conhecer seu futuro marido.

Antes do grande dia, Branca estava muito nervosa. Ela disse para si mesma, com muito medo: “E se ele desistir, e se tudo fosse apenas uma ilusão vã?”

Ao final da cerimônia, com suas mãos entrelaçadas e seus rostos cheios de alegria nos mostram que o amor não tem idade e que você sempre pode encontrá-lo.

Fonte: Entertedealgo