6 sinais que podem indicar que há algo errado com seus rins – não os ignore!

Os rins eliminam as toxinas que circulam no corpo e evitam seu acúmulo. É por isso que vale a pena prestar atenção aos seus avisos. Normalmente, quando há um problema de saúde, nosso corpo envia sinais de alerta sutis.

Isso é especialmente verdadeiro para processos relacionados à digestão e à remoção de toxinas do corpo. Na verdade, isso não é incomum quando algo errado com seus rins, então você começa a notar uma série de sinais.

Alguns desses sintomas são fáceis de detectar, enquanto outros são desconhecidos e às vezes podem ser problemáticos. Esta é a chave para a detecção precoce dessas complicações.

1. Dificuldades para urinar
Se você sente que sua bexiga não está completamente vazia quando vai ao banheiro, sente pressão ou dor na parte inferior do abdômen, precisa urinar com frequência ou tem vontade de acordar à noite e apenas sair gotas, isto pode indicar que seus rins não estão desempenhando bem sua função. Existe algum tipo de interferência física no funcionamento desses órgãos.

2. Pressão alta
A pressão arterial elevada faz com que o coração bombeie mais sangue, o que danifica os vasos sanguíneos do corpo, incluindo os rins. A hipertensão pode causar danos graves a esses dois órgãos.

Por outro lado, a disfunção desse órgão também pode causar hipertensão, pois produzem hormônios como a renina, que estão envolvidos na regulação da pressão arterial. Isso significa que as alterações na pressão arterial podem ser a causa ou o resultado da insuficiência renal.

3. Pernas inchadas
Os rins são responsáveis por manter os fluidos corporais em perfeito equilíbrio, de modo que as mudanças ambientais e o consumo de energia do corpo não prejudiquem sua saúde.

No entanto, se por algum motivo sua capacidade de trabalhar for reduzida, eles perdem a capacidade de produzir urina suficiente para eliminar o excesso de material, resultando em retenção de fluidos corporais, que se traduz em inchaço das pernas e tornozelos.

4. Cansaço
Quando não conseguem funcionar adequadamente, os rins não produzem quantidades suficientes do hormônio chamado eritropoietina, resultando em diminuição da oxigenação por todo o corpo. Portanto, você terá maior fadiga ao realizar tarefas diárias.

5. Dor de cabeça
A perda da capacidade deste órgão de purificação dos resíduos do corpo, resulta no acúmulo de resíduos prejudiciais ao organismo, causando a chamada uremia ou uremia. As consequências mais comuns são dores de cabeça e coceira forte em todo o corpo.

6. Nível de açúcar alto
O diabetes é um fator de risco importante para a falência dos rins. Se a glicose se acumula no sangue, ela age como um “veneno” que obstrui os vasos sanguíneos nos rins, além de ter muitos outros efeitos nocivos.

O diabetes é um importante fator de risco para a falência dos rins. Se a glicose se acumula no sangue, ela também tem um efeito “venenoso”, bloqueia os vasos sanguíneos dos rins, além de muitos outros efeitos nocivos.

No entanto, lembre-se de que este não é um sintoma de problemas de função renal em si, mas um fator biológico que o torna propenso a tais complicações e, se ocorrer, ao mesmo tempo que qualquer sintoma que observarmos, pode causar complicações renais. Pode ajudá-lo a entender o que está acontecendo.