6 alimentos que combatem a gordura do fígado

Uma dieta personalizada pode ser a melhor maneira de combater esta doença, mas você também pode adicionar certos alimentos que podem complementar as dietas de forma positiva.

O fígado gordo é um distúrbio causado pelo acúmulo de ácidos graxos; esta patologia é muito comum em pessoas com obesidade, alcoolismo e diabetes tipo 2. Pode ser um problema assintomático, mas evolui até que a pessoa afetada sinta dor no abdômen ou mesmo fadiga. É um problema muito comum; sabe-se que cerca de 20% dos adultos e quase 5% das crianças no mundo sofrem com ela.

'

Bebida boa para o fígado
Para reverter esta desordem é preciso reduzir o consumo de álcool, além de seguir uma dieta saudável e equilibrada. É muito importante seguir um tratamento estabelecido por um médico, assim como mudar hábitos de vida, especialmente na alimentação, exercício e consumo. Uma dieta personalizada pode ser a melhor maneira de combater esta doença, mas você também pode adicionar certos alimentos que podem complementar as dietas de forma positiva.

1. Tamarindo
Esta fruta além de ter bom sabor é muito boa para a saúde por suas grandes propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias e também fornece vitamina A, magnésio, ferro, potássio, cálcio, entre outros. É um laxante natural que limpa o intestino sem causar efeitos adversos, sendo um purificador natural que limpa o fígado do excesso de gordura. Suas propriedades protetoras e descongestionantes são perfeitas para o tratamento de problemas biliares.

O tamarindo pode ser tomado de várias maneiras, por exemplo, chá de folhas de tamarindo e infusão de tamarindo descascado; em ambas as maneiras esta fruta age efetivamente no corpo, para dar-lhe um pouco mais de sabor você pode adoçá-lo com açúcar mascavo ou mel. Tenha em mente que você não pode adoçar com stevia ou splenda. Os adoçantes artificiais agravam o problema do fígado gorduroso.

2. Morangos
Os morangos são excelentes para purificar e desintoxicar, graças ao seu alto teor de vitamina C. Os ácidos orgânicos contidos nesta fruta impedem o acúmulo de gordura. É considerada a rainha das frutas por sua baixa porcentagem calórica, uma xícara de morangos tem apenas 43 calorias. Ela contém altos níveis de fibras, de modo que ajuda o processo digestivo e reduz a sensação de fome. Ele reduz o colesterol ruim no sangue, que impede o aparecimento de doenças gordurosas do fígado.

Seus ácidos orgânicos têm uma ação antisséptica e anti-inflamatória, por este motivo pode melhorar a condição do fígado gorduroso. Esta fruta também é muito rica em água, por isso ajuda a a evitar a retenção de líquidos. Pode ser consumida em várias formas; em geleias, puras, sucos, smoothies até mesmo desidratado.

3. Limão
O limão é uma grande fonte de vitamina C e antioxidantes, é recomendado que o primeiro copo de água do dia tenha um pouco de limão, o que melhora o funcionamento do fígado. É um antisséptico natural, pois pode combater infecções. A água com limão não é apenas uma boa maneira de reidratar, mas também serve para equilibrar o pH do nosso corpo.

Você pode beber um copo de água morna com limão com o estômago vazio. De acordo com um estudo realizado com coelhos, o suco de limão pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol no sangue. De acordo com alguns estudos, os antioxidantes no suco de limão são benéficos para todo o organismo.

4. Chia
A chia é considerada uma bomba nutritiva; um estudo realizado na Universidade Meghalaya de Ciência e Tecnologia na Índia mostrou que dos 100% da composição da semente, apenas 60% são gorduras ômega 3, isto significa que é a maior quantidade encontrada entre todos os alimentos.

Outro experimento realizado em Toronto, Canadá, confirmou que a chia tem a capacidade de reduzir o peso corporal, a pressão sanguínea, o colesterol, a glicemia, reduz o risco de infarto do miocárdio e doenças cardíacas, fatores principais que induzem a mortalidade. Pode ser tomado puro misturado com uma colher de sopa de água ou em smoothies de frutas.

5. Cúrcuma
A cúrcuma é uma das plantas que tem mais pesquisas até hoje, experimentos foram realizados utilizando o principal componente da cúrcuma que é a curcumina, foi determinado que em um período de 8 semanas este componente pode reduzir quase 80% das gorduras no fígado.

O açafrão-da-terra (cúrcuma) demonstrou regenerar células dentro do fígado, melhorar e estimular a produção biliar e promover o metabolismo da gordura. A cúrcuma tem uma grande capacidade de absorver as gorduras, que são metabolizadas sem problemas e excretadas nas fezes. Esta planta é recomendada para casos de desordens hepatobiliares, hepatite leve e para o tratamento de colecistite ou cálculos biliares.

6. Alcachofras
A alcachofra é um dos alimentos que apresentam múltiplos benefícios à saúde. Na verdade, é bem conhecida por purificar o corpo de toxinas e resíduos. A alcachofra é rica em ácidos essenciais como o cafeico, oleico, ácido linoleico, que têm um efeito protetor sobre o fígado. Além disso, facilitam a atividade da vesícula biliar. Isto melhora a digestão das gorduras.

Estes componentes, por sua vez, influenciam o metabolismo da gordura, de modo que o colesterol ruim e os triglicerídeos sejam reduzidos. Também melhora a função do estômago e o trânsito intestinal porque tem um efeito laxante. Tudo isso faz com que as gorduras sejam melhor digeridas e, portanto, acabam diminuindo a gordura no o fígado gorduroso.

Obs. : Para diagnosticar o fígado gorduroso é preciso ir a um médico especializado (hepatologista). É importante saber que estes alimentos não impedem que uma pessoa sofra desta doença, mas ajudam a manter um estilo de vida mais saudável.

Fonte: eluniverso.com