11 maneiras naturais para aumentar a sua imunidade

Com a proximidade dos meses frios, nosso organismo tem que enfrentar cada vez mais adversários: a queda da temperatura, a chuva, as mudanças de horários, o aumento do estresse, o sedentarismo ou a má alimentação. Segundo a nutricionista Sonia Martínez, dependemos da alimentação para superar essas adversidades: “A alimentação desempenha um papel importante na superação dessas desordens”.

Se nossa dieta for inadequada ou insuficiente, haverá uma queda em nossas defesas; pelo contrário, se for equilibrada e completa, nosso organismo será forte e em forma”.assoar nariz, cama, coronavírus

11 maneiras naturais para aumentar a sua imunidade:

Consumir três porções de fruta e duas porções de legumes por dia: com essas simples atitudes, teremos uma melhor qualidade de vida. As frutas e legumes têm elevadas quantidades de vitaminas e minerais com capacidade antioxidante, que nos tornam mais resistentes às infecções e protegem as células do sistema imunológico dos danos causados pelos radicais livres.

Minerais: zinco, manganês e cobre são os principais minerais que melhoram o funcionamento do sistema imunológico. O primeiro é encontrado em grãos inteiros, frutos do mar e moluscos. Os outros dois são encontrados em frutas e legumes secos.

Vitaminas: especialmente A, B, C e E, mantêm as células respiratórias em bom estado, protegendo-as de vírus e toxinas ambientais.

Frutas cítricas: incluem laranjas, tangerinas, limões, limas e toranjas, que são ricas em vitamina C. Este micronutriente tem a capacidade de impulsionar o nosso sistema imunológico e prevenir constipações, assim como ter uma recuperação e alívio mais rápido dos sintomas comuns das gripes e resfriados.Foto profissional grátis de abundância, alimento, aumentar, cítrico

Mel: desde os tempos antigos, o mel tem sido utilizado como substância para aliviar a tosse e irritação da garganta. Contem substâncias que lhe confere: capacidade bactericida e antisséptica.

Alho: o alho é um antibiótico natural que possui propriedades antibacterianas e antivirais, seu consumo serve como escudo contra infecções. Aumenta as defesas do corpo, melhorando a nossa resposta a vírus e bactérias. O inconveniente é que, segundo os especialistas, devemos consumir cerca de nove dentes de alho por dia para torná-lo uma boa alternativa natural ao tratamento com antibióticos.

Cebola: as cebolas são o melhor produto natural contra as infecções respiratórias, especialmente em casos de faringite, laringite e infecções pulmonares.

Iogurte: outra solução muito positiva para as nossas defesas são as bactérias que existem no iogurte (Lactobacillus bulgaricus e Streptococus thermophylus) e as dos leites fermentados (bifidobacteria ou Lactobacilus casei), todas com valor probiótico. A sua função está focada no intestino humano e ajudam a fortalecer as defesas, sendo grandes aliados contra a prevenção de gripes e constipações.

Alimentos da cor vermelha: a cor dos tomates, pimentões, beterrabas, groselhas, morangos, cerejas e outros frutos vermelhos deve-se principalmente ao seu teor de caroteno e vitamina A. Um grupo de mais de 600 pigmentos naturais que aumentam a eficácia do sistema imunológico.

Alimentos ricos em energia: para nos adaptarmos à queda de temperatura, podemos recorrer a alimentos que internalizam a energia, aquecem e relaxam o corpo. É o caso dos vegetais de raiz (nabo, rabanete, beterraba ou cenoura), nozes, frutos secos, sementes e vegetais.

Líquidos: uma ingestão adequada, quase dois litros por dia, ajuda a dissolver o muco e mantém o muco respiratório hidratado, protegendo-o contra infecções.

Fonte: Texto da especialista em nutrição Sonia Martínez/Adaptado