Professora trabalha na mesma escola durante 45 anos – só depois de perder a vida é que descobrem a sua verdadeira identidade

Esta é a história de Genevieve Via Cava, uma mulher que trabalhou como professora de educação especial em Dumont, Nova Jersey , durante 45 anos.

Ela trabalhou na mesma escola toda a vida, e ninguém desconfiou que mantinha um grande segredo…

Leia mais: Esta mulher esteve grávida por um total de 15 anos: acabou de dar à luz a sua 21ª filha

Na verdade, Genevieve era conhecida por ser uma pessoa humilde, trabalhadora economizadora, que usava sempre cupons para as compras e gastava o mínimo.

Todos achavam que a professora pertencia à classe média, como muitos dos profissionais da sua área, mas quando faleceu, os conhecidos e amigos ficaram em choque com o que descobriram.

Genevieve nunca tirava férias, cuidava muito bem das roupas para não ter que comprar mais, e poupava bastante, por isso que conseguiu enriquecer.

Não tendo família próxima, a professora decidiu deixar a sua casa e os bens, avaliado em 1 milhão de dólares, ao amigo Richard Jablonski.

Leia também: Casal interracial impressiona com a beleza de suas duas filhas, e as redes sociais não param de falar sobre eles

Richard ficou boquiaberto, pois nunca pensou que a amiga fosse rica. Atualmente, o seu filho e netos residem na casa da professora falecida.

Após se aposentar em 1990, Genevieve continuava a visitar a escola para ver as aulas, cumprimentar as crianças e falar com o diretor.

No mês de outubro de 2011, Genevieve faleceu com 88 anos, mas o amor pelos alunos foi eternizado, pois deixou em testamento que o valor de 1 milhão de dólares fosse revertido na em maior parte para a escola onde tinha dado aulas.

No documento, explicava a sua vontade de deixar o dinheiro aos alunos com necessidades especiais. Passadas algumas semanas, os administradores da escola receberam um cheque do advogado da senhora, e mal podiam acreditar.

Embora tenha ficado chocado, o diretor ficou emocionado e diz que vai colocar o dinheiro no banco, pois todos os ganhos serão posteriormente usados para bolsas de estudo de alunos com necessidades especiais.

Veja mais: Morador de rua pergunta a funcionário do Burger King: “o que me dão por R$1,50?”. A sua resposta foi incrível

Além do dinheiro que deixou à escola, Genevieve também doou uma grande quantia para abrigos de animais, centros de audição e para o Exército da Salvação.

A história de uma heroína silenciosa que ajudou muitas pessoas sem esperar nada em troca.