Paralisia do sono: Conheça os sintomas

A paralisia do sono afeta uma pessoa quando, ao acordar ou pouco antes de adormecer, ela é temporariamente incapaz de se mover e falar.

A pessoa que sofre de paralisia do sono está consciente, mas não pode realizar os gestos de uma pessoa acordada.

A paralisia do sono é um fenômeno muito frequente e pode levar não só a problemas ligados ao sono, mas também a problemas que têm repercussões em outras esferas da vida, causando exaustão, fadiga, afetando negativamente a qualidade de vida.

As pessoas mais afetadas pela paralisia do sono são pessoas que já têm outros distúrbios, como ataques de pânico, ansiedade ou depressão.

O fenômeno da paralisia não é duradouro, quando ocorre, dura em sua maioria alguns segundos ou alguns minutos, embora a pessoa afetada sinta que dura muito mais tempo.

Os sinais e sintomas incluem:
incapacidade de mover seu corpo quando está começando a adormecer ou acordar, durando alguns segundos ou minutos
estar deliberadamente desperto
não poder falar durante o episódio
alucinações e sensações de medo
uma sensação de pressão no peito
ter dificuldade para respirar
sentimento de que a morte está se aproximando
suar
ter dores de cabeça, dores musculares e paranoia

Dicas para ter um sono tranquilo:
reduzir a exposição à luz à noite e usar iluminação noturna para o toalete durante a noite
ter boa exposição à luz do dia durante o horário de trabalho
não comer uma refeição noturna pesada ou não comer 2 horas antes de dormir
não dormir com as luzes ou a televisão ligadas
abster-se de álcool e produtos com cafeína durante a noite
exercício diário, mas não 2 horas antes da hora de dormir
ficar longe de dispositivos eletrônicos pelo menos 1 hora antes de dormir.

Não há tratamento específico para a paralisia do sono, mas o gerenciamento do estresse, a manutenção de um horário de sono regular e bons hábitos de sono podem reduzir a probabilidade de paralisia do sono.

A paralisia do sono normalmente não precisa de um diagnóstico médico, mas se os sintomas forem um problema, pode ser uma boa ideia consultar um médico.