4 razões importantes para comer jiló todos os dias

Jiló ajuda a perder peso e é bom para o coração, aprenda a maneiras de consumi-lo. Além de ajudar a diminuir o colesterol ruim, combater o mau hálito, prevenir a pressão arterial e eliminar as substâncias tóxicas do corpo. O jiló possui alto teor de fibras e uma baixa quantidade de gorduras, sua ingestão ajuda na prevenção de problemas de saúde como o câncer de cólon e a prisão de ventre.

Pessoas que sofrem com a diabetes podem encontrar no jiló um poderoso aliado, já que o fruto tem o poder de controlar a absorção de glicose e de evitar picos e quedas bruscas nas taxas de açúcar do sangue. Também previne e combate a retenção de líquidos e ainda é capaz de aumentar a sensação de saciedade.

Alguns benefícios:

Ajuda combater à anemia: o jiló é a melhor indicação para incluir em sua alimentação, já que é rico em ferro, também é rico em vitamina C, que ajuda na absorção do mineral, potencializando sua ação e fazendo com que a melhora da anemia ocorra mais rapidamente.

Promove a saúde bucal:
O sabor amargo, é um benefício. Ele estimula a salivação, que promove uma ação bactericida, ajudando a higienizar a boca e deixar os dentes livres de bactérias e mau hálito.

É bom para o coração: o jiló é ajuda a manter a saúde do coração. Sem contar que ele também é composto por potássio, que ajuda a regular a pressão sanguínea e a função cardíaca. Por ser uma fonte de flavonoides, o jiló protege os vasos, impedindo o acúmulo de colesterol na corrente sanguínea e a formação de placas de gordura nas paredes das veias e artérias.

Ajuda a perder peso: seu teor calórico é muito baixo: 8 calorias por unidade, por isso é um excelente acompanhamento no preparo de dietas. Cerca de 90% da planta é composto por água e fibras, assim, ajuda no processo digestivo ao mesmo tempo em que contribui para saciar a fome.

Dicas de consumo:

Para tentar contornar o sabor amargo do jiló seguem alguns truques podem ajudar a consumi-lo com mais prazer.

Triture o jiló e faça uma farinha. Assim poderá incluir a farinha de jiló em outros alimentos, como sucos ou iogurtes. Use duas colheres de sopa da farinha, uma ou duas vezes por semana.

Se quiser, pode também fazer um refogado, para ganhar algum gosto do azeite ou manteiga. É claro que é o próprio amargor característico que estimula as glândulas que segregam a saliva, que é um processo muito necessário.

Fica uma delícia também se preparado em um cozido, ensopado de frango ou boi e até mesmo cru, em rodelas bem finas, com limão e sal ou fritos.

Gostou das dicas? Compartilhe com seus amigos!